Lentes de contato: o segredo de uma adaptação perfeita

30 de outubro de 2017
lentes de contato

Você já aprendeu bastante coisa sobre os cuidados que deve ter com suas lentes de contato nos posts  anteriores.

São muitas as opções de lentes disponíveis atualmente. Há lentes de uso e troca mensal e anual- formas mais comuns de uso. Há também lentes de descarte diário, que são as mais recomendadas para os esportistas e viajantes frequentes, por exemplo.

As lentes de contato são feitas em dois formatos básicos: gelatinosas e rígidas.

As lentes gelatinosas de boa qualidade são feitas de materiais que possuem tecnologia de retenção de água e permeabilidade ao oxigênio. A retenção de água é uma propriedade que permite conforto ao usuário de lentes gelatinosas. A permeabilidade ao oxigênio é uma característica importantíssima à saúde ocular de quem usa lentes. Nossa córnea é avascular (não possui vasos sanguíneos) e o oxigênio dissolvido na lágrima tem importante papel na saúde corneana.

As lentes rígidas, quando indicadas corretamente pelo seu oftalmologista e bem adaptadas, são muito confortáveis. São a melhor opção para casos de graus elevados de astigmatismo, córneas irregulares e ceratocone, pois fornecem excelente qualidade de visão por conseguirem regularizar a superfície da córnea.

Vale destacar que uma lente mal adaptada ou apertada não permite que a lágrima passe entre a lente e a superfície corneana.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre lentes de contato, que tal entender o que faz uma adaptação ser perfeita?

Curvatura corneana:

Cada pessoa tem uma curvatura corneana, e a lente deve seguir essa curvatura para não ficar nem apertada nem frouxa demais.

curvatura corneana

Topografia corneana

A topografia mapeia a superfície ocular de forma a mostrar áreas mais curvas em cores quentes e áreas mais planas em cores mais frias. Imaginando em 3D, ficaria assim.

topografia corneana

O astigmatismo ou irregularidade corneana pode ser de vários tipos:

tipos de astigmatismo

Baixos astigmatismos:

São irregularidades que podem ser tratadas com lentes gelatinosas, em geral.

baixo astigmatismo

Altos astigmatismos:

Sendo regulares e simétricos, podem ser tratados com lentes gelatinosas ou rígidas.

alto astigmatismo

Astigmatismos irregulares:

São curvaturas que demonstram assimetria. Ceratocone é um exemplo clássico.

astigmatismos irregulares
Note a assimetria e descentração inferior de um paciente com ceratocone.

Como pode perceber, a adaptação perfeita de uma lente de contato depende de vários fatores. Por isso, o médico oftalmologista é o profissional habilitado a decidir qual o melhor tipo de material, curvatura e grau da lente a ser adaptada. E é dessa perfeita adaptação que depende a qualidade de visão, o conforto e a saúde de seus olhos.

Na hora de escolher suas lentes, consulte seu oftalmologista de confiança!

Restou alguma dúvida? Compartilhe conosco nos comentários.

Salvar

Dr. Peter é formado pela Universidade Federal do Paraná e tem especialização em Oftalmologia pelo Hospital de Clínicas do Paraná. É mestre em Oftalmologia e Ciências Visuais pela Universidade Federal de São Paulo. Se aperfeiçoou no Brasil e no exterior em Cirurgia de Catarata a Laser e Cirurgia Refrativa. É colaborador do serviço de residência do Hospital de Olhos do Paraná, onde atua como médico preceptor e cirurgião. Dedica-se ao aperfeiçoamento científico estando atualizado na comunidade científica e participa dos maiores congressos na área.

Share on Facebook15Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

Hospital de Olhos do Paraná
Rua Coronel Dulcídio, 199 - 1º andar
Batel, Curitiba, Paraná
CEP 80.420-170

INSCREVA-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER.

Powered by TNBstudio

Entre en contato