Para crescerem saudáveis, crianças devem passar menos tempo em frente às telas e brincar mais  

28 de abril de 2019

Crianças devem ser estimuladas para atividade física, exercício e esporte desde muito cedo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou na última semana orientações específicas para exercício, limite de tempo sentado com eletrônicos e quantidade de horas de sono em crianças de zero a cinco anos de idade. Inovador e muito importante! Vai se tornar um documento de referência para todos que atuam em saúde.

De acordo com as novas diretrizes da OMS, crianças com menos de 5 anos devem passar menos tempo sentadas assistindo telas, devem ter melhor qualidade de sono e mais tempo com brincadeiras ativas para que cresçam mais saudáveis.

A infância precoce é um período de muito rápido desenvolvimento e uma época em que o estilo de vida da família pode ser adaptado para garantir melhoras na saúde. Reduzir o sedentarismo, melhorar a qualidade das atividades físicas e do tempo de sono em crianças pode melhorar e muito suas saúdes mental, física e bem-estar, e ainda previne a obesidade infantil, que está associada a várias doenças mais tarde na vida adulta.

Dados da OMS mostram que atualmente mais de 23% dos adultos e 80% dos adolescentes não são suficientemente ativos. Se melhores hábitos de atividade física e sono são implantados desde a mais tenra idade, isso vai ajudar a estabelecer melhores hábitos e condições de saúde durante a infância, adolescência e que perduram na vida adulta.

Implementar essas recomendações durante os primeiros 5 anos de vida contribui para o desenvolvimento cognitivo e motor, e ainda para uma vida mais longa e saudável.

Mas, quais são essas recomendações?

 

Crianças com menos de 1 ano devem:

  • Ser fisicamente ativas em várias horas do dia e de várias formas, quanto mais brincadeiras no chão, melhor! Para aqueles que ainda não engatinham, isso inclui ao menos 30 minutos em posição pronada durante o tempo de vigília;
  • Não ficar restrito a um espaço por mais de 1 hora (por exemplo carrinhos, cadeiras de alimentação, cangurus, etc.). Assistir em eletrônicos não é recomendável. Atividades de leitura são recomendáveis em vez de eletrônicos.
  • Tempo de sono de 14–17h (0–3 meses de idade) ou 12–16h (4–11 meses de idade) incluindo os cochilos durante o dia.

 

Crianças de 1 a 2 anos devem:

  • Gastar ao menos 3 horas ao longo do dia em atividades físicas variadas em qualquer intensidade. Quanto mais, melhor!
  • Não ficar restrito a um espaço por mais de 1 hora (por exemplo carrinhos, cadeiras de alimentação, cangurus, etc) ou ficar sentado por muito tempo seguido. Assitir TV, vídeos ou computador ainda não é recomendado! A partir dos 2 anos, essas atividades devem ser restritas a menos de 1h por dia. Quanto menos, melhor!
  • Tempo de sono de 11-14 horas, incluindo tempos de soneca.

 

Crianças de 3 a 4 anos devem:

  • Gastar ao menos 3 horas em uma variedade de atividades físicas de qualquer intensidade. Quanto mais, melhor! Desse tempo, ao menos 60 minutos deve ser dedicado à atividade mais intensa.
  • Não ficar restrito a um espaço por mais de 1 hora ou sentar por longo período. Tempo sedentário assistindo telas não deve ultrapassar 1h por dia.
  • Tempo de sono de 10-13 horas, incluindo tempos de soneca durante o dia.

 

Reduzir o tempo em frente às telas e estimular atividades físicas ajudam não somente na prevenção de obesidade, como ajuda na saúde visual. Sabemos que quando se trata de problemas oculares como a miopia, contraos fatores genéticos, por enquanto ainda não conseguimos lutar. Mas diante de todos os estudos mostrando a influência do ambiente sobre o erro refrativo, podemos sim tomar medidas que ao menos reduzem a chance e velocidade de progressão.

A criança fica tão focada na atividade em frente às telas, que acaba piscando com menos frequência. Além disso, estudos têm demonstrado que atividades indoor, em ambientes fechados e com foco para perto podem estimular odesenvolvimento e a progressão da miopia em pessoas geneticamente predispostas.

Quanto maior o tempo gasto em atividades em ambientes externos, menor o risco de progressão e desenvolvimento desse erro refrativo. Por isso, quando se trata da população infantil, que ainda se encontra em crescimento, é fundamental trabalharmos nos meios comportamentais! Para a miopia, jogar bola é com certeza melhor do que os jogos no iPad ou celular!

 

 

Hospital de Olhos do Paraná
Rua Coronel Dulcídio, 199 - 1º andar
Batel, Curitiba, Paraná
CEP 80.420-170

INSCREVA-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER.

Powered by TNBstudio

Entre en contato

[recaptcha]