O que é o Nervo Óptico?

15 de outubro de 2018
nervo ópitico

Seus olhos desempenham um papel importante em praticamente tudo o que você faz. Para entender como você é capaz de ver o mundo ao seu redor, é necessário entender a anatomia do olho humano e a função de cada estrutura. Hoje conheça um pouco mais sobre o nervo óptico!

O Nervo Óptico

Localizado na parte de trás do olho é um dos doze pares de nervos cranianos presentes no cérebro. Por esse motivo, é também chamado de segundo nervo craniano ou nervo craniano II.

O nervo óptico é formado por um agrupamento de fibras nervosas chamadas células ganglionares ou células nervosas. Sua função é conduzir os impulsos nervosos para o centro da visão humana que fica na região occipital (posterior) do cérebro.

Os impulsos nervosos trafegam ao longo do nervo óptico de cada olho. Os dois nervos ópticos encontram-se no quiasma óptico, uma estrutura em formato de X. Lá, o nervo óptico de cada olho se divide e metade das fibras nervosas de cada lado cruzam para o outro lado.

Por causa desse arranjo, o lado direito do cérebro recebe informações do campo visual esquerdo de ambos os olhos e o lado esquerdo do cérebro recebe informações do campo visual direito. Danos nessa região ou danos nas suas vias para o cérebro, podem resultar na perda da visão.

Embora o nervo óptico seja parte do olho, ele também é considerado parte do sistema nervoso central.

Doenças do nervo óptico

As doenças que afetam o nervo óptico são chamadas neuropatias ópticas, sendo as principais:

Glaucoma: é uma das doenças mais comuns que afetam o nervo óptico. Causada, na maioria das vezes, pelo aumento da pressão intraocular. Esse aumento provoca lesões no nervo ótico e afeta a visão. Quando não tratado, o glaucoma pode levar à cegueira.

Neurite óptica: a neurite óptica, também conhecida como neurite retrobulbar, é a inflamação do nervo óptico que impede a transmissão da informação do olho para o cérebro.

Papiledema: é uma doença em que a pressão elevada no cérebro faz com que o nervo óptico inche no ponto em que entra no olho.

Papilite: é a inflamação da extremidade do nervo óptico que entra no olho. Apesar de a papilite normalmente afetar apenas um olho, também pode se apresentar em ambos. O resultado é a perda de visão, que pode oscilar desde um pequeno ponto cego até à cegueira absoluta em um prazo de um dia ou dois.

Ambliopia tóxica: é uma doença semelhante à neurite óptica, que provoca uma pequena área de perda de visão no centro do campo visual, que lentamente aumenta de tamanho e pode chegar a provocar cegueira absoluta.

Atrofia óptica: A atrofia do nervo óptico é a desconexão das ligações nervosas que unem o olho ao cérebro. É uma doença hereditária não comum, onde a perda de visão começa antes da idade de 10 anos.

 

Se você suspeita que está com alguma alteração em sua visão, consulte seu oftalmologista. Os testes para verificar problemas podem incluir exames oftalmológicos, oftalmoscopia direta ou indireta (exame da parte posterior do olho) e exames de imagem. O tratamento depende de qual condição você apresenta.

O Portal da Visão Curitiba é um espaço de compartilhamento de notícias e informações sobre a oftalmologia, oftalmopediatria e assuntos de interesse para a área.

Hospital de Olhos do Paraná
Rua Coronel Dulcídio, 199 - 1º andar
Batel, Curitiba, Paraná
CEP 80.420-170

INSCREVA-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER.

Powered by TNBstudio

Entre en contato