Dicas para tratar a Síndrome do Olho Seco

3 de setembro de 2018
síndrome do olho seco

Falta de lágrimas, sensação de areia nos olhos, queimação e irritação ocular podem significar que você tem síndrome do olho seco. Essa condição é crônica, tipicamente progressiva e, dependendo de sua causa e gravidade, pode não ser completamente curável. Mas, na maioria dos casos, os olhos secos podem ser tratados com sucesso, geralmente resultando em mais conforto, na diminuição dos sintomas e, muitas vezes, em uma visão nítida.

Como a síndrome pode ter diferentes causas, vários tipos de tratamento podem ser implantados. No post de hoje, conheça alguns desses tratamentos comumente usados por oftalmologistas para reduzir os sinais e sintomas dos olhos secos.

Lágrimas Artificiais (Colírios Lubrificantes)

Em casos mais leves da síndrome, como por exemplo a provocada por uso excessivo do computador e pela leitura, o melhor tratamento pode ser o uso frequente de lágrimas artificiais ou outros colírios lubrificantes.

As lágrimas artificiais com baixa viscosidade são “leves” e aquosas, geralmente fornecendo alívio rápido com pouca ou nenhuma distorção da visão quando aplicada. Mas, por na maioria das vezes terem efeito de curta duração, devem ser utilizadas com maior frequência para obter alívio.

Por outro lado, as lágrimas artificiais com alta viscosidade são semelhantes a um gel e podem proporcionar uma lubrificação mais duradoura. Mas, normalmente, essas gotas causam uma significativa distorção na visão por vários minutos, imediatamente após a aplicação.

Por essa razão, muitas vezes não são uma boa opção para uso durante o dia de trabalho ou na realização de atividades como dirigir. Em vez disso, as lágrimas artificiais de alta viscosidade são recomendadas para uso na hora de dormir.

Colírios Antiinflamatórios

Nos últimos anos, os cientistas descobriram o papel da inflamação como uma das causas da síndrome do olho seco. A inflamação frequentemente causa vermelhidão e queimação, mas, em muitos casos, pode estar presente sem quaisquer sinais ou sintomas visíveis.

Lágrimas artificiais geralmente não tratam adequadamente essas alterações inflamatórias, por isso seu oftalmologista pode recomendar colírios anti inflamatórios para controlar melhor a inflamação subjacente associada aos olhos secos. Esses colírios são geralmente usados ​​em curtos períodos e têm efeito imediato.

A maioria dos oftalmologistas prefere começar com colírios leves, rapidamente absorvidos pelo olho, no entanto, alguns casos requerem formulações mais fortes para tratar sintomas mais graves.

Plugs de Ponto Lacrimal

Os plugs lacrimais são muitas vezes utilizados no tratamento dessa condição por ajudarem a prolongar o tempo da lágrima na superfície do ocular.

Um plugue é um implante pequeno, feito de silicone, que é inserido em uma das pequenas aberturas dos pontos lacrimais, localizados no canto interno das pálpebras superiores e inferiores.

Após essas aberturas terem sido ocluídas com o plug, as lágrimas não podem mais sair do olho através desses dutos. Desta forma, o filme lacrimal permanece intacto por mais tempo na superfície do olho, aliviando os sintomas do olho seco. Mas, para onde vão as lágrimas? Normalmente elas evaporam da superfície do olho, sem gerar sintomas.

O Portal da Visão Curitiba é um espaço de compartilhamento de notícias e informações sobre a oftalmologia, oftalmopediatria e assuntos de interesse para a área.

Hospital de Olhos do Paraná
Rua Coronel Dulcídio, 199 - 1º andar
Batel, Curitiba, Paraná
CEP 80.420-170

INSCREVA-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER.

Powered by TNBstudio

Entre en contato