Cegueira: causas, prevenção e tratamentos

24 de dezembro de 2018
cegueira

Perder um dos sentidos é uma perspectiva assustadora para a maioria das pessoas, mas, para outras, essa é uma desafiadora realidade. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que 285 milhões de pessoas em todo o mundo sejam deficientes visuais. Destes, 39 milhões são cegos e 246 milhões têm baixa visão.

Infelizmente, perder a visão é um problema mais comum do que imaginamos, seja devido ao processo de envelhecimento ou ao desenvolvimento de uma condição específica. A boa notícia é que no Brasil, 60% dos casos de cegueira podem ser evitados e 20% revertidos.

Saiba mais no post de hoje sobre a prevenção e os tratamentos que podem evitar a cegueira.

Cuidando da sua visão

Muitas pessoas têm poucas chances de desenvolver doenças oculares que podem levar à cegueira, mas isso não significa que não sejam vulneráveis a outras condições. Uma grande quantidade de problemas visuais podem ser evitadas, desde que algumas precauções sejam tomadas, entre elas:

Quais condições causam a cegueira

Frequentemente, a deficiência visual é causada por erros de refração dos olhos não corrigidos (43%) ou cataratas (33%). Os erros refrativos incluem miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia, casos em que a córnea ou a lente não tem uma forma perfeitamente curva.

Quando a deficiência visual é causada por esses problemas, muitas vezes o tratamento está prontamente disponível. Erros de refração podem ser corrigidos com óculos, lentes de contato ou cirurgia refrativa.

Já a catarata, que é a opacificação da lente, é comumente tratada com um procedimento cirúrgico.

No caso do glaucoma, que é um tipo lesão no nervo óptico em geral causado por aumento da pressão intraocular, existe tratamento, porém não causa cegueira apenas quando o diagnóstico e o tratamento são precoces.

Essa doença é a principal causa de cegueira irreversível. Em geral, o paciente não apresenta nenhum outro sintoma além da diminuição da visão, que acontece de maneira lenta e progressiva.
Enquanto grande parte das deficiências visuais podem ser prevenidas ou curadas, restam alguns casos em que atualmente não há cura, como distúrbios da degeneração da retina, que incluem: retinite pigmentosa, degeneração macular e síndrome de Usher.

Essas doenças, em sua maioria, danificam a retina, que é a camada de tecido encontrada na parte de trás do olho contendo células que detectam a luz que entra no órgão.

Atualmente, há uma forma de tratamento sendo estudada que pode levar à restauração da visão em pacientes com formas avançadas de distúrbios degenerativos da retina. Assim como as próteses podem ser usadas para restaurar a função de indivíduos que perderam membros, os indivíduos que perderam a visão também poderão no futuro usar próteses de retina.

A melhor forma de cuidar da sua saúde ocular é estar atento a quaisquer sintomas e visitar seu oftalmologista regularmente. Cuide da sua visão!

O Portal da Visão Curitiba é um espaço de compartilhamento de notícias e informações sobre a oftalmologia, oftalmopediatria e assuntos de interesse para a área.

Hospital de Olhos do Paraná
Rua Coronel Dulcídio, 199 - 1º andar
Batel, Curitiba, Paraná
CEP 80.420-170

INSCREVA-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER.

Powered by TNBstudio

Entre en contato