O Diabetes e a visão

14 de novembro de 2016
diabetes_visão

No dia 14 de novembro é celebrado o Dia Mundial do Diabetes. A data é importante para lembrar e conscientizar as pessoas sobre essa doença. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil há 13 milhões de diabéticos. Diagnosticar precocemente a doença e fazer o seu controle é crucial para os pacientes, visto que ela pode afetar diversas partes do nosso organismo, inclusive nossos olhos.

O diabetes é uma doença crônica, mas o que é uma doença crônica?

Doenças crônicas são patologias de longa duração que levam um tempo maior para serem curadas, ou em alguns casos, ainda não possuem cura.

No caso da diabetes, ela atua da seguinte forma. O corpo do paciente que tem a doença não produz insulina ou possui resistência à insulina produzida. São dois os tipos de diabetes:

O tipo 1 é o diabetes insulinodependente, que é ocasionado pela deficiência na produção da insulina pelo pâncreas. A insulina é o hormônio responsável transformar a glicose em energia. Como o pâncreas deixa de produzir, todo o açúcar consumido não se transforma em energia e acumula no organismo.

Já o tipo 2, é a não insulinodependente, que é o tipo mais popular da doença, pois atinge 87% das pessoas que têm diabetes. Neste caso, células musculares e de gordura tornam-se resistentes à insulina produzida e dificultam a transformação dos açúcares consumidos em energia.

E como o diabetes pode afetar os nossos olhos?

Decorrente do diabetes, a retinopatia diabética é uma doença que pode comprometer a visão e que pode se dar de duas diferentes formas nos olhos, a proliferativa e a exsudativa.

Ela afeta os vasos sanguíneos do fundo do olho e promove o acúmulo de um material anormal que gruda nas paredes dos vasos na retina. Com o acúmulo desse material, surgem microaneurismas que rompem os vasos, provocando hemorragias e a infiltração de gordura no fundo dos olhos.

Então, como o diabético deve se prevenir da retinopatia diabética?

A pessoa portadora de diabetes precisa manter a doença sob controle. Para isso, precisa manter uma regularidade em consultas com o endocrinologista e também com o oftalmologista. Eles podem acompanhar possíveis alterações decorrentes da doença e fornecer os tratamentos adequados para a prevenção da doença.

Se você quer saber mais sobre os sintomas da retinopatia diabética e as formas de tratamento acesse nosso post.

O Portal da Visão Curitiba é um espaço de compartilhamento de notícias e informações sobre a oftalmologia, oftalmopediatria e assuntos de interesse para a área.

Hospital de Olhos do Paraná
Rua Coronel Dulcídio, 199 - 1º andar
Batel, Curitiba, Paraná
CEP 80.420-170

INSCREVA-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER.

Powered by TNBstudio

Entre en contato