Miopia: o que fazer para conter o avanço desta doença?

31 de julho de 2017
miopia

“Estamos em meio a uma epidemia global de miopia“. Foi com esta frase que o médico Earl Smith, professor de Desenvolvimento da Visão e decano da Faculdade de Optometria da Universidade de Houston, nos Estados Unidos, comunicou a todos que nos últimos 50 anos o número de pessoas míopes duplicou no mundo todo.

Segundo o estudo do professor Earl, até o ano de 2020 a miopia vai afetar um terço da população e, em 2050, metade da humanidade. Essa epidemia acomete principalmente os jovens do leste da Ásia, de países como a Coreia do Sul e a China.

Causas

De acordo com os especialistas, fatores genéticos podem ter facilitado esse aumento nos casos da doença – mas não são os únicos. Para o professor Earl, “há algo em nosso comportamento e nosso ambiente que está contribuindo para o aumento de casos de pessoas míopes”. Essa afirmação tem base em estudos que mostram que pessoas que ficam mais tempo ao ar livre são menos propensas a desenvolver miopia em relação às que ficam mais em ambientes fechados.

A miopia surge na maioria as vezes no início da adolescência, podendo ocorrer antes ou mais tarde. Conforme o crescimento, a tendência do grau de miopia é sempre de aumentar até a idade adulta jovem, quando a miopia estabiliza.

Outro fator que contribui para este aumento é a demanda educacional cada vez mais exigente. Para comprovar esta teoria, Smith aponta em seu estudo que a miopia afeta aproximadamente metade dos estudantes de optometria da Universidade de Houston.

O que fazer então?

Primeiramente, é importante saber o que é a miopia. Uma pessoa com essa doença ocular apresenta dificuldade em focar objetos distantes. Sua visão percebe com clareza os que estão próximos, mas aqueles distantes ficam embaçados ou parecem estar fora de foco. Outro dado importante é que a miopia pode ser de dois tipos: axial ou corneana.

Na axial, o olho pode ter a córnea normal, mas o comprimento do globo ocular é aumentado. No caso da corneana, o problema está na córnea. Em ambos os tipos a imagem se forma antes da retina.

Os principais sintomas são: visão embaçada, fadiga ocular e aperto dos olhos para enxergar melhor.

Entre as recomendações estão: passar mais tempo ao ar livre e descansar a visão – principalmente se você passa muito tempo em frente a aparelhos eletrônicos que emitem luz, como computadores, celulares e televisão.

Crianças e adolescentes devem ser limitados em relação ao tempo que passam fazendo atividades de perto em tablets e celulares.

Como tratar?

De fácil tratamento, a miopia pode ser tratada com o uso de óculos, lentes de contato e cirurgia a laser. Como cada caso é um caso, assim que você perceber os sintomas da doença procure um oftalmologista. Sem cura, o uso de óculos e lentes trabalha para melhorar o foco em casos de miopia. Já a cirurgia é a solução recomendada apenas para os adultos, quando a miopia estabiliza e para de aumentar.

O Portal da Visão Curitiba é um espaço de compartilhamento de notícias e informações sobre a oftalmologia, oftalmopediatria e assuntos de interesse para a área.

Hospital de Olhos do Paraná
Rua Coronel Dulcídio, 199 - 1º andar
Batel, Curitiba, Paraná
CEP 80.420-170

INSCREVA-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER.

Powered by TNBstudio

Entre en contato