Falso Estrabismo: o que é isso?

15 de setembro de 2016
falso_estrabismo

Pseudoestrabismo, também chamado de falso estrabismo, é uma condição em que os olhos parecem estar desviando para dentro, mas na verdade eles estão alinhados e não há qualquer desvio. É uma condição bastante frequente em crianças orientais ou com traços índios.

Estrabismo é quando os olhos não estão alinhados e podem estar desviando para dentro, para fora ou na vertical.

Durante os primeiros meses de vida, os olhos podem apresentar movimentos desordenados para dentro ou para fora. Geralmente este desalinhamento ocorre apenas em alguns momentos. Quando o bebê começa a focalizar as imagens, aproximadamente entre quatro e seis meses de vida, os olhos devem ficar sempre alinhados.

O pseudoestrabismo é muito comum em bebês, pois muitas vezes eles ainda não desenvolveram por completo o osso nasal para ser coberto pela pele ao redor dos olhos, apresentando uma ponte nasal mais larga. Essa pele extra cobre parcialmente a parte branca dos olhos perto do nariz. Essa condição é mais evidente quando a criança olha para os lados ou para perto, pois a prega de pele esconde ainda mais a parte branca dos olhos. Conforme a criança cresce, as estruturas faciais se tornam mais desenvolvidas e a aparência de olhos cruzados melhora, diferentemente do estrabismo real, que não melhora com o crescimento.

A diferença entre o falso e o verdadeiro estrabismo pode ser detectada pelo oftalmologista através de um teste que avalia se o reflexo luminoso na pupila está centrado.

Esse reflexo também pode ser avaliado em fotos tiradas com flash. Mas é importante que a criança esteja olhando reto para a câmera, sem nenhum desvio do rosto.

Se após os 6 meses de idade os pais acharem que o bebê apresenta estrabismo, é fundamental a avaliação de um oftalmopediatra. O estrabismo verdadeiro, quando presente, deve ser investigado e tratado o mais precocemente possível!

Mesmo crianças diagnosticadas com pseudoestrabismo podem desenvolver estrabismo verdadeiro no futuro. Por isso, é muito importante fazer uma reavaliação no intervalo recomendado pelo oftalmopediatra.

Dra Dayane Issaho é oftalmologista pela Universidade Federal do Paraná. Fez especialização em Oftalmopediatria e Estrabismo na Universidade Federal de São Paulo e na University of Texas Southwestern em Dallas, EUA. Atualmente é pós-graduanda de doutorado em Oftalmologia na Universidade Federal de São Paulo. É preceptora do setor de estrabismo da Residência medica do Hospital de Olhos do Paraná. Possui ampla experiência no atendimento oftalmológico infantil e no tratamento clínico e cirúrgico do estrabismo.

Hospital de Olhos do Paraná
Rua Coronel Dulcídio, 199 - 1º andar
Batel, Curitiba, Paraná
CEP 80.420-170

INSCREVA-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER.

Powered by TNBstudio

Entre en contato