Entenda o descolamento de retina

22 de Maio de 2017
descolamento de retina

Muitas das doenças oculares são indolores e com poucos sintomas no estágio inicial. Por isso, é importante manter constantes os cuidados com a visão, ir regularmente ao oftalmologista e realizar exames e avaliações preventivas. Uma destas doenças é o descolamento de retina, um problema grave e que, se não for tratado rapidamente, pode levar à cegueira irreversível. Descubra o que é o descolamento e veja as causas e sintomas desta enfermidade.

O que é retina?

A retina é uma membrana fina, delicada e flexível que cobre a superfície interna do globo ocular. Nela, há receptores que convertem a imagem em impulsos elétricos que, por meio do nervo ótico, são enviados para uma parte específica do cérebro que processa a visão.

Dentro do globo ocular ainda há o vítreo, substância transparente e gelatinosa que fica entre a retina e o cristalino, preenchendo nossos olhos. Com o passar dos anos ou, o vítreo perde parte de sua consistência e torna-se mais líquido, facilitando a formação de fendas e roturas na membrana – vazando o líquido pelo espaço e prejudicando a visão.

Causas e sintomas do descolamento de retina

Entre as possíveis causas, podemos destacar traumas oculares, diabetes, miopia, glaucoma e até movimentos bruscos com a cabeça. Também pode ser provocado por ruptura e alterações no vítreo ou por outras cirurgia intraoculares. Além disso, pessoas com mais de 45 anos, que tenham outros casos de descolamento de retina na família e que tiveram outras doenças oculares (como a catarata) podem desenvolver a doença.

O descolamento de retina não traz nenhum tipo de dor ao paciente. Os principais sintomas são: criação de imagens irregulares, visão turva e borrada, manchas, clarões, moscas volantes e, em casos mais graves, perda da visão.

Diante de qualquer desses sintomas, um oftalmologista deve ser procurado com urgência para a realização de um exame chamado de mapeamento de retina. Colírios são pingados para dilatação ocular, permitindo que o oftalmologista visualize todo o fundo do olho.

Míopes, pessoas com história prévia de trauma ou cirurgia ocular devem fazer este exame anualmente como forma preventiva!

Ficou com alguma dúvida? Escreva para nós aqui nos comentários e continue nos acompanhando que, em um próximo post, falaremos sobre como é feito o diagnóstico do descolamento de retina e as formas de tratamento.

O Portal da Visão Curitiba é um espaço de compartilhamento de notícias e informações sobre a oftalmologia, oftalmopediatria e assuntos de interesse para a área.

Hospital de Olhos do Paraná
Rua Coronel Dulcídio, 199 - 1º andar
Batel, Curitiba, Paraná
CEP 80.420-170

INSCREVA-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER.

Powered by TNBstudio

Entre en contato